Hérnias Abdominais: as principais causas

Hérnias abdominais

As hérnias da parede abdominal são frequentes entre nós humanos. Segundo a teoria da evolução, o aparecimento das hérnias é oriundo dos primórdios da vida na terra. Passada a fase em que andávamos em quatro apoios, logo ao ficar de pé, passamos a “forçar” mais o abdômen resultando assim, no aparecimento das hérnias. Atualmente sabemos que o aparecimento dessas hérnias é a fraqueza e o esgarçamento dos tecidos, que permite que os órgãos internos, na maioria das vezes, os intestinos se projetem através desses orifícios, aparecendo como elevações debaixo da pele.

Os pontos da parede abdominal que mais são susceptíveis ao surgimento das hérnias são na região da virilha, chamada região inguinal. Isso se deve ao fato de que, nessa área, temos os orifícios naturais que permitem a saída dos testículos e o ligamento redondo no caso dos homens e das mulheres respectivamente. No sexo masculino, o orifício permite ainda a passagem dos vasos que nutrem os testículos além do canal deferente que conduz os espermatozoides. Por essa condição anatômica, a hérnia inguinal é muito mais frequente nos homens que nas mulheres.

A cicatriz umbilical, conhecida como umbigo, também é um orifício natural que mantinha ainda dentro do útero os vasos que alimentavam o feto através do cordão umbilical, que ano nascer, é cortado e se fecha normalmente. Quando isso não, acontece, ocorre a hérnia umbilical. Também é possível que este tipo de hérnia possa aparecer na idade adulta com o aumento de peso , após a gravidez ou por qualquer outra causa de aumento do volume da cavidade abdominal além de esforços físicos em excesso.

Outra causa muito comum de hérnia, é quanto há uma cirurgia na parede abdominal e no local do fechamento da parede surge uma fraqueza, a qual chamamos de hérnia incisional, ou seja, que foi provocada pela incisão cirúrgica.

E ainda, outros tipos de hérnias podem surgir na parede abdominal, como as epigástricas, as da linha lateral aos músculos retos abdominais e mais raramente , na parede posterior.

Como havia dito semana passada, abaixo exemplifico algumas hérnias que interferem diretamente no bom funcionamento da dinâmica do abdômen, deixando para as próximas semanas como se trata cada uma delas. O fato é que uma hérnia, além de provocar dor, incômodo e as vezes, exigir um tratamento de urgência, não permite que o paciente execute ações que dependem da região abdominal ( ou seja, quase todas as atividades do dia a dia).

Hérnia inguinal
Hérnia inguinal
Hernia umbilical
Hernia umbilical
Hérnia incisional
Hérnia incisional

Compartilhar artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin